Co-fundador da Apple

Como tudo aconteceu

O co-fundador da Apple, vendeu suas ações da Bitcoin. Ele afirmou que tomou essa decisão depois de se cansar da alta em torno do preço. O homem revelou anteriormente que ele comprou seu Bitcoin por curiosidade quando a moeda digital valeu 700 dólares por moeda. Isso foi feito com o único objetivo de experimentar a novidade. No entanto, quando o valor da moeda digital disparou para o seu apogeu de quase 20.000 dólares, ele resolveu vender tudo.

Ele decidiu que não queria ser daquelas pessoas que passam a vida observando continuamente seu preço. Ele afirmou ainda que parte de sua felicidade não é ter preocupações, para evitar isso ele se livrou disso. A visão dele sobre a criptomoeda havia sido divulgada antes. Ele afirmou que admirava a Bitcoin desde o início e considera uma reserva de valor melhor do que o ouro ou o dólar. Além disso, Steve acredita mais cedo no Bitcoin como meio de pagamento. No entanto ele considera prematuro o seu objetivo de viajar para um lugar e ir a algum restaurante ou hotel que só aceitam o Bitcoin.

Bitcoin

Da alta à baixa no preço

O crescimento do Bitcoin como meio de pagamento entrou em baixa. Hoje o seu uso preferencial é como reserva de valor. Enquanto Steve vendia seus ativos de criptografia quando o mercado de criptografia estava no seu auge. No patamar de quase 70.000 reais. Muitos foram forçados a vender suas criptomoedas devido à persistente baixa no seu preço. O mercado de criptografia tem levado muitas empresas de criptografia a desistirem. Muitas também recuaram sua força de trabalho para sobreviver no mercado de criptografia de inverno.

Além disso, a condição levou à queda do valor do do ativo no mercado. Essa queda chegou em quase 90% de queda desde que começou a cair no inicio de 2018. Muitos tenham previsto uma possível recuperação do mercado este ano de 2019. Mas o período exato em que o mercado de baixa vai acabar permanece desconhecido. No entanto, o otimismo ainda continua no mercado criptográfico. Porém esse pensamento não está 100% alinhado com o co-fundador da Apple. Afinal Ele ainda não votou a investir em criptomoedas desde a grande alta.

sorte

Foi sorte ou não?

Concluindo, parece que esse homem adivinhou o momento correto de obter a maior margem de lucro com investimento em Bitcoin. Muitos diriam que ele é um profeta, ou então que ele é um bom analista e soube sair na hora certa. Já outro ficam com a hipótese de que realmente foi uma questão de sorte.

 

Por Marcos Eduardo do Canal Dinheiro